Regulamentação da ANEEL para créditos de energia solar

economize com energia solar

conheça a regulamentação da aneel que fará você economizar na conta de luz

Entender qual é a Regulamentação da ANEEL para seja possível gerar créditos de energia solar é importante para quem quer fazer a instalação de um sistema fotovoltaico em sua casa, empresa.

É para isso que estamos aqui. Vamos traduzir a Resolução Normativa 482/2012 e a Resolução Normativa 687/2015 sobre a regulamentação dos créditos de energia solar e você irá entender como você poderá reduzir sua conta de luz em até 95%.

O que são créditos de energia solar?

Créditos de energia solar é a energia gerada pelo sistema fotovoltaico que você não usa e que é injetada na rede da distribuidora (CEEE, RGE, entre outras). Isso quer dizer que a energia solar gerada que você não utilizou para abastecer sua casa ou empresa, vai para a rede pública e se transforma em créditos de energia que serão descontados da sua conta de luz.

De forma geral é isso. No entanto, as Resoluções Normativas 482/2012 e 687/2015 da ANEEL quando fala de créditos de energia solar, chamado lá de compensação de energia, determinam algumas regras para você poder aproveitar esse benefício e economizar na conta de luz.

Abaixo vamos ponto a ponto para você ficar por dentro de tudo e garantir todas oportunidades para conectar o seu sistema fotovoltaico na rede elétrica da distribuidora de energia da sua cidade.

Quem pode fazer uso dos créditos de energia solar?

Unidades residenciais individuais, empresariais e industriais e, também, a rede hoteleira pode fazer uso dos créditos de energia solar. O uso em condomínios, foi uma inovação apresentada pela Resolução Normativa 687/2015, sendo a energia gerada repartida entre os condôminos, segundo porcentagem definidas por eles.

Outra possibilidade é a geração compartilhada, ou seja, os interessados se unem em um consórcio ou cooperativa e façam a instalação de sistema fotovoltaico de microgeração (até 75 kW) ou minigeração ( acima de 75 kW até 5 MW), utilizando a energia produzida, podendo reduzir as contas de luz dos consorciados ou cooperados.

Ainda existe o autoconsumo remoto, o qual se caracteriza por unidades consumidoras pertencentes a mesma Pessoa Física ou Jurídica localizadas em local diferente do que o sistema fotovoltaico gerador de energia está instalado. A única observação é que todas as unidades consumidoras devem estar de uma mesma área de compensação dos créditos de energia solar, isto é, tem que pertencer à mesma distribuidora de energia.

Agora que você já sabe que pode gerar a sua própria energia, vamos saber com irá utilizar os créditos de energia solar.

Como utilizar os créditos de energia solar?

Para fazer uso dos créditos de energia solar, você deverá, além de ter um sistema de geração de energia fotovoltaico, fazer a adequação do relógio de luz, o qual é bidirecional, para mostrar o quanto consumiu de energia da distribuidora e o quanto injetou na rede elétrica. A diferença entre esses dois números será o desconto eu você irá ter, no caso de ter injetado mais energia do que consumido. Sendo o contrário, irá pagar pelo que consumiu.

Aí você pergunta: “então pode ter meses que irei receber dinheiro da companhia distribuidora de energia?” A resposta, infelizmente, é não ☹. Mas você também não irá perdê-los, por os créditos de energia solar são válidos por 60 meses, ou seja, você tem até 5 anos para usá-los.

Além disso, o custo de disponibilidade, uma taxa que as distribuidoras de energia podem cobrar pela prestação do serviço, a qual se refere a um consumo mínimo de kW por mês, não é deduzido dos créditos de energia solar.

IMPORTANTE: os consumidores que recebem energia de alta tensão, quer dizer aquele consumidor que contrata energia por demanda, podem ter a fatura da conta de luz zerada, desde que a quantidade de energia injetada seja maior ou igual à consumida.

Resumindo, com um sistema de geração de energia fotovoltaica bem adequado a sua necessidade, como os que a Solar Haus instala, você terá créditos de energia solar suficientes para a sua demanda, reduzindo os seus custos com energia em até 95%.

Vamos agora conhecer o passo a passo para conectar o seu sistema solar de geração de energia à rede da distribuidora e começar a usar os créditos de energia solar o quanto antes.

5 passos para conectar o seu sistema fotovoltaico à redes distribuidora:

Passo 1: fazer a solicitação de acesso junto a distribuidora de energia da sua cidade (cada distribuidora tem formulário próprio para isso).
Passo 2: após o recebimento do parecer de acesso, fazer a instalação dos equipamentos, conforme recomendado.
Passo 3: solicitar vistoria da instalação (até 120 dias após a emissão do parecer de acesso).
Passo 4: fazer a regularização das pendências, caso tenham sido apontadas. Nesse caso, você deverá pedir nova vistoria.
Passo 5: com a aprovação da instalação, a distribuidora terá até 7 dias para substituir o medidor de energia e liberar o sistema de compensação por créditos de energia solar.

Tá esperando o que para ter o seus sistema de energia fotovoltaica e fazer uso de créditos de energia solar? Venha conversar com a Solar Haus e garanta uma economia de até 95% da sua conta de luz.